Divas: Música – Madonna!


Nossa faz tanto tempo que não escrevo sobre elas... Muitas saudades! Então para abrir os trabalhos com chave de ouro escolhi essa DIVA especial, essa mulher que ultrapassa o limite de preconceitos e barreiras. Essa mulher inteligente que é como um camaleão e está sempre se adaptando ao tempo e nunca se torna obsoleta. Para ela eu bato palmas! Portanto, hoje o meu post é sobre ela!



Madonna não é apenas cantora, é também compositora, atriz, dançarina e produtora musical e cinematográfica. Nascida Madonna Louise Ciccone em Bay City, no dia 16 de agosto de 1958, mudou-se para New York em 1977 em busca de sua carreira inicialmente como dançarina.


Seu primeiro CD foi lançado em 1983, e não parou mais, fazendo tantos sucessos que são clássicos que nunca vamos esquecer: “Like a Virgin”, “Material Girl”, “Like a Prayer”, “Erotika”, “VOGUE”, “Holiday”, “Frozen”, esses são apenas alguns deles.


Uma das coisas que mais admiro em Madonna é a sua capacidade de mudar e se adaptar. Ela pode ser romântica, ela pode ser dominadora, ela pode ser uma frágil garotinha, ela pode ser erótika, ela pode ser uma gueixa, ela pode ser cowbói, ela pode ser católica, ela pode ser hindu, ela pode ser DIVA, é, ela pode ser DIVA hahahahaha são tantas mulheres em uma! Ela nunca vai ficar para trás porque ela sempre está um passo a frente! Parabéns Madonna!


“A verdadeira obscenidade existe e está diante de nossos olhos. É o racismo, a discriminação sexual, o ódio, a ignorância, a miséria. Tem coisa mais obscena que a guerra? E ainda ficam dando importância ao sexo. Quem diz que acha sexo feio é nada mais que hipócrita.”


“Pobre é o Homem que para ter prazer precisa da permissão do outro.”


“Bem, essa é mais uma diferença entre o meu marido e eu: eu vejo o copo metade cheio e ele vê metade vazio.”


“Você não pode sentar e se preocupar pelo fato das pessoas não gostarem de você, pois elas não vão mudar de opinião, isso não pode te parar.”


“Muitas pessoas tem medo de dizer o que elas querem e é por isso que elas não conseguem o que querem.”


“Isso é quem eu sou
Você pode gostar, ou não
Você pode me amar ou me deixar
Porque eu nunca vou parar, não, não, você sabe”


“Se isso faz você se sentir bem, então eu digo "faça isso". Não sei pelo que você está esperando”


“A razão pela qual intolerância, sexismo, racismo, homofobia existem é o medo. As pessoas têm medo de seus próprios sentimentos, medo do desconhecido.”








Então é isso querido!

Beijos da Di.

CONVERSATION

0 Comentários :

Postar um comentário

Volte
p/ topo