Cancun: A vida cor de rosa de Celestún (Flamingos em Yucatán - autora Monica Barros)

Quem quiser ter a experiência única de ver de perto flamingos em seu habitat natural não pode deixar de incluir Celestún no roteiro quando for ao México. Aliás, esse país é muito mais que Cancun. A Península do Yucatán, onde está localizada Celestún (palavra maia que significa “pedra pintada”), é uma região riquíssima em belezas naturais.  Aliada a herança deixada pelo povo Maia, ela se torna um lugar mágico, envolto em lendas e tradições que encantam os visitantes.

Os lindos flamingos
Os lindos flamingos

Celestún é banhada pelo Golfo do México, nos presenteando com uma belíssima praia de águas calmas, sendo sua atividade principal a pesca. Mas é na sua reserva natural que está seu verdadeiro tesouro. A Reserva Natural da Biosfera de Celestún fica a cerca de 1h20 da cidade de Mérida, capital do Estado do Yucatán, também uma visita imperdível. Existem tours para a reserva, como alugamos um carro em nossa estadia no México, fomos por conta própria.
Ao chegar em Celestún a atmosfera já se transforma. A ponte que leva ao grande rio da reserva é pintada de rosa. Logo depois do estacionamento fica a bilheteria, todo o local tem uma excelente estrutura, como em todos os outros lugares que visitamos no país. Comprando o ingresso, é só embarcar em um dos muitos barquinhos que ficam a postos aguardando os turistas. Eles saem a todo momento. Porém, aconselho aguardar algum barco encher com mais visitantes para dividir o valor do ingresso.  O bilhete é cobrado por embarcação e custa 1000 pesos mexicanos (cerca de US$83 em abril de 2014). Se forem umas cinco pessoas no barco, sai apenas 200 pesos para cada um, bem mais em conta do que somente um casal. Então fomos com mais 3 turistas e dividimos o aluguel do barco.

Chegando em Celestun
Chegando em Celestun

O passeio dura cerca de 2h. Saímos do pequeno píer, também todo rosinha, e já no início do trajeto a natureza nos brinda com a linda paisagem de toda aquela imensidão. Mas é quando começamos a ver a cor da água se tornar vermelha que o espetáculo começa. Já de longe avistamos o que mais parece um enorme tapete rosa. Finalmente, quando o barquinho chega perto da colônia de flamingos, impossível não ficar maravilhado com a visão.  São milhares de flamingos passeando pelas águas do rio, que nessa parte é bastante raso. Alguns levantam voo, outros procuram comida na água, e todos são muito rosinhas, lindos e graciosos. Somente a ponta do bico e parte das asas são pretos, detalhe que só é possível ver quando estão voando.  Celestún é um refúgio para a vida selvagem, além dos flamingos vemos muitos pelicanos e várias espécies de aves (são 200 tipos de pássaros), como também peixes, tartarugas e até crocodilos.

Imensidao do rio
Imensidão do rio

Os flamingos ao longe
Os flamingos ao longe

O guia do barco nos explica que os pelicanos tem essa cor devido a grande quantidade de betacaroteno em sua dieta, composta principalmente de camarão. Por esse motivo, os pelicanos mais jovens, que também vemos na reserva, são brancos, pois ainda não adquiriram a cor rosada.  Em alguns momentos o barco se aproxima ainda mais deles, e ficamos ali, admirando toda aquela beleza sem saber para qual lado olhar. Esse é um passeio muito tranquilo, o barquinho segue sem muita pressa, e como tudo no Yucatán, nos dá a impressão de que ali o tempo passa mais devagar, permitindo viver com mais calma, aproveitando a oportunidade de interagir com a fauna e flora. São lugares tão ricos e cheios de vida, que a melhor coisa a fazer é ficar em silêncio para ouvir a natureza.

A agua cor de rosa
A agua cor de rosa

Detalhe do bico e asas
Detalhe do bico e asas

Flamingos a perder de vista
Flamingos a perder de vista

Pelicanos de Celestun
Pelicanos de Celestun

Pelicano marrom
Pelicano marrom

Nesse clima de tranquilidade seguimos para outras áreas do grande Ría Celestún, passando por uma área de mangue e logo depois entrando no que eles chamam de floresta petrificada. À princípio a impressão é que não há por onde o barquinho passar, mas depois de umas duas manobras do guia, já damos de cara com a impressionante paisagem: uma verdadeira floresta flutuante, onde as raízes das árvores ficam à mostra e o caminho corre sinuoso.  Fiquei maravilhada, e mal sabia que a melhor parte, depois dos flamingos, ainda estava por vir. Depois de atravessar essa floresta, o barquinho nos deixa numa parte do rio onde é possível mergulhar. A cor da água é inacreditável! Esmeralda, límpida, refletindo os raios do sol e com muitos peixinhos. Um convite irresistível! Todo mundo mergulha para disfrutar desse cenário belíssimo e se refrescar do calor. Além de tudo a temperatura da água é deliciosa. Essa parte do rio possui um “olho d´agua”, que é uma fonte de água doce que brota diretamente do solo.

Floresta petrificada
Floresta petrificada

O rio onde nadamos
O rio onde nadamos

Agua esmeralda
Agua esmeralda

Convite ao mergulho
Convite ao mergulho

Quando retornamos ao barco o passeio já está completo e é hora de retornar ao píer. Mas Celestún ainda tem muito a oferecer ao turista. De lá fomos aproveitar a praia, bastante próxima da biosfera. No centrinho da cidade, que é muito simples, ficam os restaurantes de palapas, que são construções típicas do Yucatán com teto de sapê.  Almoçamos no excelente Los Pampanos, na beira da praia, com excelentes opções de peixes e frutos do mar. Os pratos são muito bem servidos (cera de 80 a 120 pesos), oferecem também saladas e ceviches e sempre com uma porção de nachos acompanhando.  Até eu que não curto muito cerveja tomei uma Corona, que caiu muito bem com aquele clima maravilhoso do México.

Praia de Celestun
Praia de Celestun

Praia banhada pelo Golfo do Mexico
Praia banhada pelo Golfo do Mexico

Restaurante onde almocamos
Restaurante onde almoçamos


Foi o fechamento perfeito de um passeio inesquecível nessa região do Yucatán, onde a vida é definitivamente cor de rosa!

CONVERSATION

5 Comentários :

  1. WWoooowww, que lugar linnnddo!
    Fotos perfeitas, o post tá maravilhoso e com certeza vou usar de dicar para quando for lá!
    Fiquei apaixonada pelo lugar =)
    Parabéns ;)

    ResponderExcluir
  2. Muito lindo moniquete! Muuuitos flamingos! Incrivel, e o mergulho depois q deli! Adorei bjs fabi

    ResponderExcluir
  3. Muuuuito obrigada Fabi e Cris!!!!
    As palavras de vcs são muito bacanas pq a gente gosta de compartilhar dicas né!
    Que bom que gostaram, o lugar é muito linfo mesmo.

    Bjosss

    ResponderExcluir
  4. Já estive no México mas nunca havia ouvido falar em Celestún. Muito bom me deparar com a dicade um lugar tão bonito e interessante. Sem falar que os flamingos são lindos!

    ResponderExcluir
  5. Carol o México tem muitos lugares lindos!!!!!!!!!!!!!! Tem que ir conhecer!!!!!
    Adorei o Yucatán e certamente voltarei para explorar outras regiões.

    Bjosss

    ResponderExcluir

Volte
p/ topo