Rio de Janeiro: Exposição “O Poeta Voador, Santos Dumont” no Museu do Amanhã

Até o dia 30 de outubro acontece a exposição “O Poeta Voador, Santos Dumont”, que ocupa a sala temporária do Museu do Amanhã, com curadoria de Gringo Cardia e consultoria científica do biofísico e pesquisador Henrique Lins de Barros.



O Museu do Amanhã por si só já é uma obra de arte e merece uma visita sem mais nenhum motivo, e agora para ficar ainda melhor está rolando esta exposição que é muito interessante e não só para os adultos, como para o público pequenino também!



O objetivo da exposição é destacar o lado poético e artístico de Santos Dumont, daí vem o título ‘o poeta voador’. O curador afirma que “exercitar a criatividade é uma forma de impulsionar descobertas”, e explora bastante esse conceito em toda a exposição.
Na frente do Museu fica exposto uma réplica em tamanho real do 14Bis, que comemora 110 anos do seu primeiro voo (oficialmente homologado).


Com linguagem audiovisual e atividades, a expografia é bastante interativa, agradando facilmente a todo o público, além de muito divertida e informativa.
A viagem pelo mundo de Santos Dumont se inicia com um painel de selfies que é muito disputado, com algumas das criações do gênio e os locais por onde ele voou.



A exposição se divide em cinco ambientes. Na sala principal são expostos protótipos dos sete modelos criados por Santos Dumont – do balão Brasil ao avião Demoiselle, síntese de todos os seus projetos, passando pelo 14bis – mostram a evolução da tecnologia desenvolvida pelo inventor. Esses protótipos foram executados na Cidade do Samba e são réplicas perfeitas. Nesta sala chamam a atenção as 60 miniaturas do Demoiselle que são motorizadas e voam de um lado ao outro da sala, presas por cabos de aço. Em telas interativas, desdobram-se várias camadas de conteúdo, reunindo documentos, imagens e fotos históricas digitalizadas.






A estrela principal é a réplica em tamanho real do Demoiselle, na qual é possível participar de um sorteio e se ganhar realizar um voo simulado por Paris ou Rio Antigo.




Nesta sala ainda existe a Oficina de Aviões, uma área de confecção de aviõezinhos de papel, cuja a técnica de preparo com origami é demonstrada em pequenas telas individuais. Esses aviões de papel depois de prontos são lançados em uma pista e é acionado o Jogo das Curiosidades, em que vídeos mostram informações sobre o funcionamento das aeronaves e muitas outras curiosidades.



A segunda sala e também muito divertida é a Sala dos Balões, que com balões de gás hélio prateados criam um clima de diversão, pois podem ser manipulados pelos visitantes. A sala é envolvida por um vídeo que passeia pela história dos voos: desde o italiano Leonardo Da Vinci – o primeiro a estudar, de forma científica, formas de levar os homens aos céus, baseado nos pássaros e nos morcegos – até o voo do 14bis, em 1906, quando Santos Dumont entrou para a História ao fazer seu avião decolar, voar e pousar com sucesso.




Já na Sala Cinema é apresentado um documentário sobre a trajetória de Santos Dumont.


Na última parte ficam expostas pequenas janelas que são abertas pelo público com imagens e documentos da época.





A exposição conta também com audioguia em inglês e espanhol, para o público estrangeiro.

Eu amei a exposição pois além de ser informativa é também divertida! Me senti como uma criança na Sala de Balões e fiquei babando nos modelos que sobrevoavam as nossas cabeças na Sala Principal. A escolha da figura de Santos Dumont como foco da exposição não poderia ser mais acertada, um homem visionário que não podia melhor representar o AMANHÃ.

Agradeço à Priscila que me acompanhou mostrando todos os detalhes da exposição, bem como à Claudia Yamada, que não poderia ser companhia melhor para a visitação.

Dica1: aproveite para ir na parte da tarde e assistir ao pôr do sol de lá, que é lindo! No período olímpico aproveite também para curtir o Boulevard Olimpico.



Dica2: no período das Olimpíadas o Museu do Amanhã somente está vendendo ingressos on-line com hora marcada, mas mesmo assim haviam filas. Portanto leve uma água, passe protetor solar e use sapatos confortáveis.

ATENÇÃO: Durante as Olimpíadas, o museu terá horários especiais em alguns dias:
- Abertura em duas segundas-feiras, dias 8 e 15 de agosto, das 10h às 17h
- Funcionamento em horário diferente em dois domingos, dias 14 e 21 de agosto, das 15h às 20h
- Ingressos vendidos somente on-line durante as Olimpíadas
Mais informações: www.museudoamanha.org.br.


Serviço:
Endereço: Praça Mauá 1, Centro
Telefone: (21) 3812-1800
Período: De 26 de abril a 30 de outubro
Funcionamento: De terça-feira a domingo, das 10h às 18h (com encerramento da bilheteria às 17h)
Ingressos (A exposição temporária está incluída no valor da entrada para o Museu): R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia-entrada)
O Museu tem entrada gratuita às terças-feiras;
Bilhete Único dos Museus (Museu do Amanhã + MAR): R$ 16 (inteira) e R$ 8 (meia-entrada).
www.museudoamanha.org.br


PS: post apoiado, cortesia na entrada. O Histórias da Di tem o compromisso com os seus leitores e mantém a transparência dos serviços que foram oferecidos

CONVERSATION

0 Comentários :

Postar um comentário

Volte
p/ topo