Gastronomia – Rio de Janeiro: Festival de Micro Cervejarias do Pão de Açúcar (Autora: Xanda Figueiredo)

Olá sou Alexandra Figueiredo, Arquiteta e como uma boa apreciadora de cervejas artesanais, fui representar a Blog Histórias da Di no evento para clientes Mais que aconteceu na Rede Pão de Açúcar do Leblon no dia 21/11.


Na ocasião tivemos a presença de Kathia Zanatta, umas das primeiras e únicas sommeliers de cerveja do pais. Kathia falou um pouco do que sabe sobre o universo cervejeiro e também sobre o Festival de Micro Cervejarias que aconteceu na rede do dia 18 ao dia 24 de novembro. Ela acaba de entrar para o time de especialistas em gastronomia do Pão de Açúcar e será responsável pela curadoria dos rótulos e treinamento dos funcionários. Não sei se vocês têm ideia, mas o Pão de Açúcar tem se destacado no varejo pela variedade de rótulos e pela atenção dada a categoria de cervejas especiais, trabalhada pela rede há 10 anos. Atualmente integram o portfólio de cervejas especiais do Pão de Açúcar mais de 190 rótulos, provenientes dos mais diferentes países. Os três rótulos mais vendidos durante o festival ficarão fixos no sortimento da rede por tempo indeterminado, assim como também um quarto rótulo que foi votado pelos clientes via internet.  



Cerveja é uma bebida alcoólica carbonatada, produzida através da fermentação de materiais com amido, principalmente cereais maltados como a cevada e o trigo”.

Seu preparo inclui água como parte importante do processo e algumas receitas levam ainda lúpulo e fermento, além de outros temperos, como frutas, ervas e outras plantas”.

Segundo levantamento feito pelo Instituto da Cerveja sobre o mercado cervejeiro artesanal, hoje o Brasil possui cerca de 420 fábricas espalhadas pelo país e houve um crescimento de 17% somente no último ano — o que representa mais de uma nova cervejaria por semana. Essa expansão surgiu inspirada no movimento das cervejarias artesanais norte-americanas, iniciado nos anos 1970. Nos últimos dez anos, só nos Estados Unidos, o número de micro cervejarias disparou de 354 para 2397.


  
Durante a palestra foram oferecidas algumas cervejas para degustação acompanhadas de queijos e frios. De primeira degustamos a cerveja Votus nº005 weissbier para harmonizar com de queijo brie. Na minha opinião a melhor cerveja desta degustação, para quem gosta de uma weiss esta é uma ótima opção, saborosa e refrescante, sem falar do queijo brie né? Que sou bem suspeita em falar, pois é o tipo de queijo que mais gosto! Hehehe! Então não poderia ser melhor esta combinação! Excelente! Indico e muito!


Votus:
Apreciador da variedade de estilos e sabores das cervejas importadas, mas descontente com os preços abusivos praticados, Flavio Athayde começou a produzir a bebida na própria casa em 2006, antes do boom das microcervejarias brasileiras. “Fui fazendo na base da tentativa e erro, com amigos, familiares e eu mesmo provando o resultado”, afirma o empresário. A profissionalização aconteceu anos depois, quando ele fundou a Votus em 2014. A microcervejaria empresta seu nome do latim: “Votus” em português significa “voto”. “A ideia é dar todo o poder de decisão para o consumidor. Nossas cervejas têm rótulos simples, com todas as informações importantes, auxiliando o processo de escolha”, conta Athayde. As Votus nº. 001, 002 e 003 foram as primeiras que ele idealizou. O carro-chefe da marca é a Votus Nº 009 American IPA, lançada recentemente. 


VOTUS Nº 005 WEISSBIER
Estilo: Hefe Weizen / Teor Alcoólico: 5,1%
Feita com trigo, é bastante refrescante e traz notas de banana e cravo. Acompanha bem frutos do mar, ricota e mozarela de búfala.

A segunda cerveja a ser degustada foi a Barco sexy session, com um amargor acentuado, porém também muito saborosa e acompanhada do queijo gouda. Ficou sensacional! Para quem gosta de uma cerveja um pouco mais forte esta é a opção perfeita.


Barco Brewers: 
A Barco Brewers deu seus primeiros passos em 2008, durante uma viagem à Europa de seu idealizador, Bruno Schwinn. Três anos depois, ele pediu demissão da Câmara Americana de Comércio Brasil-EUA para se dedicar ao projeto, eleito o melhor plano de negócio numa banca de empreendedorismo. Inicialmente, era fabricada nas instalações da Cervejaria Saint Bier. De lá para cá, a cervejaria ganhou sede própria e inúmeros prêmios, sem perder a aura leve e praiana de seu projeto inicial. “Acreditamos no trabalho em equipe, na colaboração, na coletividade. Convidamos cervejeiros para participar da nossa história, trazer ideias e proporcionar mais inovação e criatividade”, afirma o sócio Renan Vilella.


SEXY SESSION IPA
Estilo: Session IPA / Teor Alcoólico: 4,3%
Tem amargor acentuado, mas equilibrado, com aromas e sabores cítricos e frutados. Vai bem com peixes diversos e churrasco.
           
Já a terceira e última cerveja degustada foi a Nostradamus, cerveja escura com aroma de café e chocolate, uma mistura de sabores perfeita! Saboreamos ela acompanhada de queijo parmesão. Admito, não sou muito fã do queijo parmesão, porém esta combinação ficou espetacular!


Dortmund:
Cerveja e rock são paixões na vida de Marcel Longo. Ex-empresário do ramo imobiliário e hoteleiro, ele passou a ter contato com cervejas importadas em 2001. Depois de visitar fábricas nos EUA, no sul do Brasil e fazer diversos cursos, deu início à construção da própria fábrica em 2009. Dois anos depois, surgia a Dortmund. O conceito por trás da marca é fabricar cervejas de altíssima qualidade para um público exigente. Por isso, a empresa segue rigorosamente a Reinheitsgebot –lei da pureza criada na Baviera alemã em 1516, que institui somente quatro ingredientes básicos para a fabricação da cerveja: água pura, malte, lúpulo e, mais recentemente, fermento. A grife ainda tem seu nome associado a bandas de rock como Matanza, Claustrofobia, Korzus, Ratos de Porão e de seu vocalista, João Gordo, que tem cerveja própria produzida pela Dortmund e se preocupa com a sustentabilidade da produção.


NOSTRADAMUS 
Estilo: Oatmeal Stout  / Teor Alcoólico: 4,8%
Tem coloração negra profunda, espuma densa e firme, aroma de café torrado e chocolate. Vai bem com aves, como pato, codorna, peru e faisão.

Finalizo o post agradecendo à Deus que me proporciona momentos mágicos todos os dias, à Jacqueline Silva que me proporcionou agradável companhia neste dia e também à Di pela oportunidade de eu estar presente no evento.
Um brinde a vida!!!



CONVERSATION

0 Comentários :

Postar um comentário

Volte
p/ topo