Orlando – Disney World, dicas básica para iniciantes!

Essa foi a minha primeira vez em Orlando! Demorei muito a conhecer esse destino, pois sendo honesta eu sempre tive preconceito, nem sei dizer ao certo porque. Mas quando se adentra por esse mundo de sonhos, você fica tão envolvido por essa realidade paralela que não tem como não ficar feliz!

Disney World, um mundo de fantasias!
Disney World, um mundo de fantasias!Adicionar legenda

Vou contar um pouco sobre a minha experiência pessoal nos parques da Disney e algumas dicas que creio que sejam importantes. Meu objetivo aqui é ajudar aos iniciantes e marinheiros de primeira viagem que como eu não saibam realmente nada sobre esse destino e acredite, mesmo o básico de Orlando é muita coisa!

Cabe ressaltar que não sou especialista no assunto e tudo que escrevo é de acordo com a minha vivência, que pode ser totalmente diferente das necessidades de outra pessoa. Não tenho filhos, então fomos somente eu e meu marido. Tentei prestar atenção nos detalhes para as crianças, mas por não viver o assunto posso não ter a melhor visão.

Visitar a Disney pode parecer simples, mas não é nada disso. Estão disponíveis tantas opções de atração, incluindo opções de hospedagem e de planos de alimentação que é importante conhecê-las e avaliá-las bem, principalmente se o roteiro da sua viagem estiver apertado.

Marcar o FastPass (FP+ - passe prioritário nas filas) antes da chegada é importantíssimo para curtir a Disney World e aproveitar as atrações sem passar pelo transtorno de filas enormes. Portanto, não menospreze a Disney achando que é um passeio de criança e que vai dar tudo certo sem se planejar, porque não é verdade.

No complexo de parques da Disney World Resort existem quatro Parques Temáticos (Magic Kingdom, Epcot, Hollywood Studios e Animal Kingdom), dois Parques Aquáticos (Typhoon Lagoon e Blizzard Beach) e duas áreas de entretenimento a DisneySprings e o Disney BoardWalk, com lojas e restaurantes, casas noturnas e bares.

Walt Disney e o seu amigo Mickey no Magic Kingdom
Walt Disney e o seu amigo Mickey no Magic Kingdom
Decoração de Natal e a Bola do Epcot
Decoração de Natal e a Bola do Epcot
Hollywood Studios
Hollywood Studios

Para uma primeira visita creio que o principal seja conhecer os Parques Temáticos, que são os mais famosos e mais clássicos. A Disney Springs também é uma boa pedida, mas se não tiver tempo não é imperdível.


1)           Orlando não é a Disney
Sabe quando uma marca fica tão famosa que ao pensarmos no produto, associamos o nome àquela marca? É isso que acontece com Orlando, que é uma cidade do Estado da Flórida, mas muitos brasileiros não sei ao certo se confundem, ou realmente não compreendem, que é uma cidade com outras ofertas além dos parques, e mesmo os parques existentes, não são só os da Disney.


2)           Magic Kingdom
O parque mais antigo e famoso de todos, e que melhor traduz o real espírito da Disney, um mundo de sonhos e fantasia. O famosíssimo Castelo da Cinderela, que aparece na abertura de todos os filmes da Disney, fica nesse parque.

Di feliz conhecendo o Castelo da Cinderela
Di feliz conhecendo o Castelo da Cinderela
Durante o dia rolam diversos shows e paradas com os personagens mais famosos dos desenhos como o Mickey, a Minnie, o Pateta, o Pato Donald’s, princesas e muito mais. Os que assisti foram:

 - O Disney Festival of Fantasy Parade, que é um desfile com os personagens principais de 12 histórias da Disney contadas ao longo de 9 carros alegóricos (diariamente às 15:00hs). Eu corri como louca para não perder essa parada! É muito legal ver de tão perto os personagens e ainda sentir o clima de alegria que está no ar! É contagiante!

Mickey e Minnie no Disney Festival of Fantasy Parade - Magic Kingdom
Mickey e Minnie no Disney Festival of Fantasy Parade - Magic Kingdom
Alice no País da Maravilhas no Disney Festival of Fantasy Parade - Magic Kingdom
Alice no País da Maravilhas no Disney Festival of Fantasy Parade - Magic Kingdom
Branca de Neve e os 7 anões no Disney Festival of Fantasy Parade - Magic Kingdom
Branca de Neve e os 7 anões no Disney Festival of Fantasy Parade - Magic Kingdom
Pato Donald's no Disney Festival of Fantasy Parade - Magic Kingdom
Pato Donald's no Disney Festival of Fantasy Parade - Magic Kingdom
Pluto no Disney Festival of Fantasy Parade - Magic Kingdom
Pluto no Disney Festival of Fantasy Parade - Magic Kingdom
Pateta no Disney Festival of Fantasy Parade - Magic Kingdom
Pateta no Disney Festival of Fantasy Parade - Magic Kingdom
Festival of Fantasy Parade - Magic Kingdom

- O Move It! Shake It! Dance & Play It! Street Party, saindo da Main Street (rua principal logo após a entrada) e parando em frente ao Castelo da Cinderela. Nessa festinha vários personagens descem dos carros dançando e animando a todos os presentes (normalmente três vezes ao dia, horários no site, aplicativo e Time Guide). É um pouco menor, mas nem por isso menos intenso! Na parada as crianças e adultos estão separados dos personagens por cordas, nesse como o público é convidado para entrar na dança, a emoção dos pequenos é ainda maior!

Woody no Move It! Shake It! Dance & Play It! Street Party  - Magic Kingdom
Woody no Move It! Shake It! Dance & Play It! Street Party  - Magic Kingdom
Minnie no Move It! Shake It! Dance & Play It! Street Party  - Magic Kingdom
Minnie no Move It! Shake It! Dance & Play It! Street Party  - Magic Kingdom
Mickey no Move It! Shake It! Dance & Play It! Street Party  - Magic Kingdom
Mickey no Move It! Shake It! Dance & Play It! Street Party  - Magic Kingdom
Move It! Shake It! Dance & Play It! Street Party  - Magic Kingdom           

- O auge do parque se dá no Show Wishes, que é um show de fogos e luzes que acontece quase que diariamente no Castelo da Cinderela. O show inicia pontualmente às 22:00hs e em torno de uma hora antes a praça do Castelo da Cinderela (aonde o show acontece) já está lotada de pessoas guardando o seu lugar para o tão esperado show. Eu fui uma delas e fiquei bem pertinho do castelo, mas depois da experiência teria me posicionado um pouco mais longe, para tirar fotos mais amplas, nesse horário a gopro não produz imagens boas e com a máquina normal o ângulo não favorece. Creio que a posição ideal seja não muito afastada, mas nem tão perto.

Show Wishes, o auge do Magic Kingdom
Show Wishes, o auge do Magic Kingdom
Assista um pouco do que é o Wishes - Magic Kingdom       

A parada noturna também é muito famosa, com os carros iluminados chama muita atenção! Não deu tempo de assistir, mas já está na lista para o retorno. Clique aqui para saber os horários de shows que estão acontecendo no Magic Kingdom.

O Magic Kingdom é um parque um pouco mais infantil, sendo os brinquedos menos emocionantes para aqueles que buscam adrenalina. Entretanto, seria um pecado ir a Orlando e não conhecer esse parque, que é o clássico dos clássicos e deve ser visitado, mesmo que você não tenha com filhos. Nele você volta a ser criança e sentir essa energia de tantas pessoas felizes não tem preço.

Nas fotos atrações ideais para a criançada:

It's a small World - um passeio na balada do hino da paz mundial
It's a small World - um passeio na balada do hino da paz mundial
No Peter Pan's Flight você vai sobrevoar Londres a bordo de um navio pirata mágico para a Terra do Nunca
No Peter Pan's Flight você vai sobrevoar Londres a bordo de um navio pirata mágico para a Terra do Nunca
Mickey's PhilharMagic é um musical em 3D com os personagens mais famosos da Disney
Mickey's PhilharMagic é um musical em 3D com os personagens mais famosos da Disney
Prince Charming Regal Carrousel
Prince Charming Regal Carrousel
Mad Tea Party - Magic Kingdom    

Os brinquedos mais emocionantes em ordem decrescente são: o Space Mountain, o Seven Dwarfs Train e o Splash Mountain, os três são montanhas russas, sendo o splash com água (é bom levar uma capinha de chuva, mas não molha tanto assim). As filas para esses brinquedos são bem grandes, principalmente os dois primeiros, portanto se adrenalina é o que você busca, marque o FP+ para eles.





Recomendo também a Haunted Mansion, que é um passeio por uma casa mal-assombrada, mas na verdade é muito mais divertido, durante a fila você já se depara com uma estátua de cemitério que mexe os olhos, hehehehe, muitos efeitos fantasmagóricos em 3D; e o Pirates Of The Caribbean, que é um passeio de barco regiões habitadas por amigos piratas.



O sonho de toda  menina é ser uma princesa. E no Magic Kingdom esse sonho é possível! A transformação acontece no Bibbidi Bobbidi Boutique, o salão da Fada Madrinha da Cinderela, onde com um simples passe de mágica (e do seu cartão de crédito, é claro hehehehe) as meninas se tornam princesas e os meninos príncipes. Mas prepare-se mãe, porque a transformação é paga a parte e tem uma fila de espera enorme. Essa atração pode ser marcada com 180 dias de antecedência, e é muito procurada mesmo, corra para marcar seu horário. Essa transformação também pode ser feita na filial do Disney's Spring. Leia como marcar e mais detalhes aqui.

Um ponto forte do Magic Kingdom é o encontro com os personagens da Disney, que além de aparecerem em alguns shows e paradas, podem ser vistos em algumas áreas do parque. Vou relatar mais a frente sobre esses encontros no item 8.

O Magic Kingdom é tão dinâmico, está sempre recebendo novos shows e atrações para manter a chama da magia sempre presente em nossas vidas. Por isso fique ligado nas novidades do Magic Kingdom que você pode ver aqui

Um exemplo de novidade é o show Once Upon A Time que está rolando na época de Natal deste ano (2016).



Abaixo confira outras opções do parque:




3)           Epcot


O segundo parque mais conhecido e mais antigo do complexo é o Epcot. Famoso pela sua bola que se tornou um ícone da Disney, só perdendo mesmo para o castelo das princesas do Magic Kingdom. Ela se chama Spaceship Earth e representa a evolução da tecnologia na sociedade.



Esse parque tem uma pegada mais científico tecnológica, e acaba sendo considerado um pouco mais adulto, mas tenho certeza que a criançada também irá adorar. A ideia original foi criar uma comunidade futurística. O conceito foi abandonado, mas pesquisas tecnológicas continuam sendo desenvolvidas nele, como é possível verificar em atrações como o Living with The Land, onde é realizado um passeio de barco que conduz a uma jornada pelos laboratórios do The Land (Pavilhão do Mundo Futuro), nos quais estudam-se técnicas alternativas de cultivo cruzando grãos e de criação de peixes, como uma forma de prevenir a falta de mantimentos no futuro.



As atrações que recomendo para crianças pequenas são o Frozen Ever After e o The Sea with Nemo and Friends.

Para os adultos e crianças maiores recomendo em primeiro lugar absoluto o Soarin’ que simula um voo de asa delta que sobrevoa diversas maravilhas do mundo, como Paris, África, Roma, entre outros. Marque o FP+ para o Soarin’ , pois é a atração mais procurada e será a maior fila.



O segundo que mais gostei foi o Test Track (Fila Single Riders ou FP+), é um brinquedo em que você cria o desing de um carro e depois ele passa por diversos testes para verificar a aerodinâmica e funcionamento da sua criação. Esses testes são feitos com você em uma pista de corrida, sentindo a emoção e adrenalina de um carro em alta velocidade.




Outro brinquedo muito famoso é o Space Mission (marque o FP+), que simula o lançamento de um foguete da Nasa e é dividida em duas equipes: Verde (mais leve) e Laranja (mais realista e mais pesado). Dizem que você pode passar mal nessa atração, eu realmente não senti nada e fui no grupo Laranja, portanto é bom talvez antes de ir nele realizar outras atrações para se aclimatar e não passar mal. 





Em cada um dos parques da Disney World, existe um show com fogos que é o mais impressionante do dia, no caso do Epcot é o Illumination – Reflections of Earth. É o show de fogos de artifício que acontece no meio do lago do parque às 21:30hs e dura 12 minutos.

Diferente do Magic Kingdom e do Hollywood Studios em que o ponto principal de compras e entretenimento é uma rua, no Epcot tudo se organiza em torno do lago. Tanto que o World Showcase, que são as áreas representativas de 11 países se distribuem ao redor do lago. No Epcot você também encontra muitas princesas, principalmente as que tem origens nos países do World Showcase.

Clique aqui para ficar por dentro das principais atrações do Epcot no Future World e aqui para saber das atrações do World Showcase.


4)           Hollywood Studios
O tema do parque é meio obvio e é cinema. Do lado de fora, na entrada do parque já existem personagens caracterizados com roupas de filmes antigos fazendo shows. Esse é o clima do Hollywood Studios.



Assim que entrei no parque fui direto assistir a The Beauty and the Beast, que amo muito e é muito concorrido!!! É uma apresentação resumida da história em formato de musical e acontece de 1 em 1 hora e dura em torno de 25 minutos. 


Tente ir direto ao show assim que chegar no parque pois nas primeiros horários ainda está mais vazio e nem vai precisar marcar o FP+.






O parque está investindo nas atrações do filme Star Wars, com shows e brinquedos. Leia aqui sobre as atrações que estão rolando sobre o tema no parque.




O brinquedo mais radical é o The Twilight Zone Tower of Terror, um elevador de um antigo hotel que despenca de uma torre (marque para ele o FP+); o segundo é  Rock ‘n’ Roller Coaster (Single Riders ou FP+), uma montanha russa acompanhada de muito rock’n Roll com o Aerosmith.





O The Great Movie Ride representa o espírito do parque, é um passeio pela história do cinema que dura 22 minutos, apresentando clássicos como Casablanca, Mary Poppins, Cantando na Chuva, Tarzan, entre outros. Localizado na linda réplica do Teatro Chinês que por si só já é uma atração. 





Assim como nos demais parques, no Hollywood também acontece um show mágico com fogos de artifício e projeções, o Fantasmic. É a atração mais esperada do dia, dura 30 minutos e os horários são variados, veja aqui os horários e no Time Guide.


Para saber quais são as novidades e atrações do Hollywood Studios leia aqui.


5)           Animal Kingdom
O Animal Kingdon é o reino dos animais do mundo da Disney World e infelizmente não tive a oportunidade de conhecer o parque.

Fiquei apenas 4 dias em Orlando e infelizmente não houve tempo de conhecer, mas se quiser saber mais sobre o parque leia esse post do Vai Pra Disney que está muito bem detalhado.

Para saber das novidades e atrações do Animal Kingdom leia aqui.


6)           Como adquirir seus ingressos?
Existem várias empresas que revendem os ingressos da Disney, eu recomendo sempre comprar com antecedência para poder marcar o FastPass (FP+) o mais cedo possível. Não deixe para comprar quando estiver em Orlando.

Comprei os meus ingressos pelo site, onde você automaticamente após a compra já pode fazer a marcação dos seus FP+ para as atrações.

Outra questão sobre os ingressos é qual o tipo de ingresso adquirir. Na Disney o ideal se você estiver com tempo no seu roteiro é frequentar apenas um parque por dia e aproveitar ao máximo todas as suas atrações. O ingresso de um dia da Disney é vendido mesmo dessa forma, ele não é adquirido por parque e sim por dia, e a cada dia de ingresso comprado você tem o direito de acessar somente um parque. É possível entrar e sair do parque escolhido ao longo do dia, mas não tem o direito de entrar em outro parque.

Os valores dos ingressos diários variam por período do ano e no caso do Magic Kingdom, o ingresso é vendido separadamente dos demais e com um valor diferente dos demais.

Como eu tinha apenas dois dias separados no roteiro para a Disney e queria conhecer 3 dos 4 parques, a melhor opção foi adquirir o ingresso com Park Hopper. Esse tipo de ingresso dá o direito de entrar em mais de um parque por dia, é um pouco mais caro, entretanto, é importante saber qual o objetivo da sua viagem e qual o melhor custo-benefício.

Adquirindo um ingresso de 2 dias ou mais, os demais dias de uso do mesmo, devem ser feitos em até 14 dias, após a entrada no primeiro parque. Dificilmente alguém passaria o prazo, a menos que more na região ou passe uma grande temporada, mas é importante saber que não é necessário utilizá-lo em dias consecutivos. Além disso, para o ingresso de 2 dias ou mais o preço não varia ao longo do ano.

Existem também opções de ingresso que incluem os parques aquáticos e são chamados de Water Park Fun and More.

Leia aqui sobre as opções de ingresso.


7)           Como marcar o FastPass e evitar filas?
Na minha opinião esse é o ponto mais importante do planejamento da sua visita à Disney World. Se você quiser ter o melhor aproveitamento da sua diversão nos parques, a marcação do FastPass ou FP+ (entrada prioritária com hora marcada nas atrações) é essencial.


Algo que achei que pecou na Disney foi a questão das filas e falta de espaços e áreas para sentar. Tudo é um pouco apertado em relação a quantidade de pessoas, não sobram espaços para sentar. Se você não tiver o FP+ marcado para as atrações mais concorridas vai ficar por horas nas filas, tornando-se muito desgastante e cansativo, muitas vezes sem poder beber água e ir ao banheiro. A situação se agrava ainda mais quando se tem crianças, elas ficam entediadas mais rápido e é realmente complicado, tanto para os pais, como para os pequenos.


Por exemplo, no Magic Kingdom, o parque mais cheio de todos, ficamos durante 2:30hs na fila do Seven Dwarfs, com muitas crianças na fila e extremamente exaustos no final de tudo. A fila do FP+ era muito rápida, enquanto que a fila comum mal andava. Nem é possível reclamar, pois todos têm o mesmo direito de marcar o FP+, por isso é importante estudar os parques e saber de quais as atrações você deseja participar.

A marcação do FP+ fica disponível com 30 dias de antecedência se estiver hospedado fora da Disney e 60 dias para quem estiver hospedado na Disney, portanto se você planeja ir em uma data específica pode começar a marcar seu FP+ com essa janela de antecedência. Fique ligado nos prazos e faça o quanto antes.


Assim que adquirir seu ingresso deve cadastrá-lo no site, criar a sua conta, e quando faltarem 30 ou 60 dias, dependendo do caso, para o dia da sua visita corra e marque os FP+ no site (você também pode marcar os passes usando o aplicativo). Se você comprar os ingressos pelo site da própria Disney, você pula a etapa de cadastro deles, que automaticamente já ficam disponíveis na conta. 

Nessa mesma conta, além de marcar os passes você pode criar uma agenda com os horários das atrações que gostaria de assistir que têm entrada livre dentro do parque, como shows e paradas.

Cada ingresso dá direito a marcar 3 FP+ por dia e por parque. É importante observar que as regras valem para apenas um parque, se você tiver o Park Hopper mesmo assim só poderá marcar os passes para um parque somente, não entendi bem a lógica disso, afinal você paga a mais para estar em mais de um parque por dia, não é mesmo?

Se por acaso você conseguir participar de alguma atração em que já havia marcado o FP+, é possível cancelar o passe e marcar outro

Outra dica é tentar marcar os seus 3 passes para o início do dia, pois assim que usar os 3 poderá marcar mais um passe. Após utilizar esse passe, poderá marcar mais um e assim por diante.

Mais uma dica: Se você não conseguir marcar o FP+ para uma atração muito badalada, tente ir nessa atração logo no primeiro horário, ou perto dos horários de shows e paradas, ou perto do horário de fechamento do parque (nesse horário a fila é fechada garantindo que todos que já entraram realizem a brincadeira).

Outro ponto importante a destacar é a Fila Single Riders, nessa fila não é possível sentar em grupo, você completará as cadeiras vazias das atrações e não se sentará ao lado do acompanhante. Essa situação é excelente para casais, grupos de amigos e famílias sem crianças pequenas. 

Normalmente o Single Riders anda bem mais rápido que a fila comum, mas não tão rápida quanto a do FP+. Portanto atenção, fique sempre ligado, pois não é garantido que essa fila ande sempre mais rápido, sempre olhe o tempo de espera de todas as filas antes de entrar. Se por acaso for um brinquedo que para você é imperdível, marque o FP+ para garantir.

Na Disney World vi pouquíssimos brinquedos ou atrações com a opção de fila Single Riders. No Magic Kingdom (parque que tem muitas filas em tudo) não vi nenhum. As atrações com fila Single Riders disponível são: Test Track, Expedition Everest e Rock ‘n’ Roller Coaster

Gerencie bem o seus FP+ para ter uma experiência melhor ainda na Disney World.



8)          Encontrando as Princesas e os Personagens mais famosos:
Entre as atrações mais procuradas na Disney World estão os encontros com os personagens, principalmente o Mickey e as princesas


Encontrar os personagens e realmente conseguir uma boa foto ao lado deles não é tarefa tão simples. Dizem que antigamente eles passavam livremente pelo parque e que era tranquilo tirar fotos com eles, mas hoje não funciona desta forma. 

Uma maneira garantida de encontrar uma princesa é marcando as refeições com os personagens, mas essa opção é paga por fora (clique aqui e veja todas as opções de reservas de restaurantes). Cabe ressaltar que os restaurantes são temáticos e as princesas não estarão com a vestimenta clássica.

Outra opção é indo nos brinquedos temas dos personagens:
- Magic Kingdom: a Elsa e a Ana do Frozen no Princess Fairytale Hall, a Ariel da Pequena Sereia no Ariel’s Grotto, meet-and-greet com o Mickey vestido de mágico (e que fala até em português) fica no Town Square Theater (perto da entrada do Magic Kingdom). Para ver todas as opções clique aqui.

- Epcot: no World Showcase você encontra diversos personagens, a Bela na França, a Alice no Reino Unido, Mulan na China, Jasmine em Marrocos. Para todas as opções clique aqui.

- Hollywood Studios: por lá você encontra a turma do Star Wars, incluindo treinamento JEDI, o Buzz Lightyear e Woody no Pixar Place. Veja aqui todas as opções.

- Animal Kingdom: Clique aqui para ver todas as opções de encontro.

Verifique a possibilidade de marcar o FP+, é possível em alguns dos casos. Para encontrar a Ana e a Elsa, que são as mais concorridas do momento marque o FP+.


Leia esse post do Blog Colagem que explica com detalhes como encontrar as princesas.



9)           Aplicativo My Disney Experience:
O aplicativo essencial para o sucesso do seu passeio na Disney World. Com esse app você acessa a sua conta da Disney, podendo marcar os FP+, verificar os planos de atrações durante o dia, as fotos tiradas e cadastradas na sua conta, checar o mapa do Resort com tudo que está rolando ao vivo, como tempos de fila de espera, incluindo para os shows e paradas, locais para alimentação mais próximos e banheiros.

Não se preocupe se não tiver adquirido um chip americano, o que com certeza seria muito útil, mas vou falar sobre o assunto em outro post. Dentro de todas as áreas do Resort Disney World existe Wi-Fi livre e a qualidade do sinal é boa! Realmente é impressionante, não sei como eles conseguem ter uma rede de tal dimensão.

Clique aqui para baixar o app.


10)           O que fazer quando chegar nos parques?
Assim que chegar na Central de Tickets da Disney World adquira um cartão, nele ficam armazenadas todas as informações do seu ingresso. Para isso basta apresentar o seu passaporte, previamente tendo sido feito o cadastro dos seus tickets na sua conta on-line.



Outra opção é adquirir o Magic Band, uma pulseira que funciona da mesma forma que o cartão, mas que você usa no pulso, é mais prático e com menor chance de perder, entretanto é pago a parte.

Após pegar o cartão ou Magic Band você pode seguir em direção aos parques, ou pode utilizar em outro dia, o prazo de validade de 14 dias só vai contar a partir da entrada no primeiro parque.

Nessa central existem trens, ônibus e até barcos que interligam toda a rede do resort da Disney World, incluindo parques, hotéis e a Disney Springs. Eu adorei o Monorail, que é o trem que leva da Central de Tíckets a diversos pontos e diretamente ao Magic Kingdom e o Epcot.



Chegando no parque desejado passa-se por uma revista manual de bolsas e depois passa por um detector metálico. É importante ressaltar que existem itens que são proibidos entrar no parque, como materiais cortantes ou inflamáveis, bebidas alcoólicas, produtos que estejam em frascos de vidro e o Pau de Selfie. Eu acabei levando o meu e pelo menos tive a experiência de como isso funciona, o procedimento é o seguinte, eles anotam o seu nome em um papel e te dão o canhoto do mesmo, quando estiver saindo você busca no quiosque de Atendimento ao Cliente. Enfim, o ideal mesmo é evitar passar por mais esse trabalho.


Passada essa burocracia identifique seu cartão ou Magic Band passando-os no leitor e depois cadastrando a sua digital. Tanto o cartão, como o Magic Band são usados dentro do parque para usar os FP+ nas atrações, comprar suas fotos e se você estiver hospedado no Resort debitar as suas compras e refeições e pagar no momento do check-out.


Ao entrar nos parques vá direto ao stand com o Mapa e o Time Guide com os horários das atrações. Existe a versão em português que facilita o entendimento do público brasileiro. No aplicativo você também obtém essas informações, mas se por acaso o seu sinal não estiver funcionando bem, é sempre mais garantido ter um mapa em papel.



11)        Como chegar nos Parques e Estacionamento:
Quase todos que vão para Orlando costumam alugar carro. Nesse caso fique ligado que é necessário pagar pelo estacionamento do parque, e não são muito baratos, entre U$20,00 a U$25,00 dependendo do tamanho do veículo, portanto considere esses valores quando optar por alugar um carro.

Outra opção é ir de UBER, o valor das corridas vai depender da distância dos parques ao seu hotel. Se você ficar próximo, a média das corridas é de U$10,00 a U$15,00, eu me hospedei no Bairro Lake Buena Vista e as corridas ficaram nessa média. Nós gostamos de utilizar outro meio de transporte e poder ficar mais livre e poder consumir bebidas alcoólicas se for o caso.

O transporte dos próprios hotéis é bastante comum em Orlando, que disponibilizam o transfer para os parques em horários específicos. Se estiver dentro dos resorts da Disney World, todos são interligados por transportes da própria Disney.



12)         Compras, Alimentação e Dining Plan:
Esse ponto do planejamento creio que seja mais simples para os adultos sem filhos. A quantidade de atividades nos parques é tão grande, que não sobra muito tempo para parar e realizar uma boa refeição calmamente. 

Como falei anteriormente, todos os parques da Disney World possuem uma área centralizada com lojas e restaurantes em que se encontram facilmente diversas opções para alimentação. Mas espalhados nos parques dentro das regiões temáticas sempre haverá também lojas e restaurantes que são inspirados naqueles temas dessas áreas.







Os adultos que amam Starbucks, fiquem tranquilos pois em todas as áreas centrais dos parques existe pelo menos um café, com a decoração e o nome inspirado no tema do parque, mas que oferece os produtos da rede.


Os restaurantes mais simples dos parques recebem o serviço chamado de Quik Service, e funcionam da seguinte maneira: existem diversas filas em que se entra, faz o pedido e pega a sua bandeja com sua refeição. Não existe um atendimento nas mesas, é famoso pague e pegue. Essa é a opção que acabamos usando, pois é tanta correria para tirar fotos de tudo e aproveitar o parque, que nem nos lembramos de comer direito durante o dia.

As opções nesses restaurantes normalmente são simples e práticas, como frango empanado e fritas, hambúrguer, pizza, cachorro quente, peixe e fritas, macarrão com queijo, sorvete e etc.




Para aquelas pessoas que não abrem mão de se sentar e comer calmamente uma boa refeição é necessário reservar os restaurantes com o servido chamado de Table. Os restaurantes com comida servida na mesa devem ser reservados e você pode fazer isso pelo aplicativo ou por esse link.

A Disney World oferece planos de alimentação chamados de Dining Plans, que são planos com opções de alimentação para o dia todo (exceto café-da-manhã) com almoço, lanche (snack) e jantar. Os valores diferenciam-se  dependendo do tipo de plano escolhido, que varia pelas opções do tipo de restaurantes, podendo ser Quik Service ou Table. Leia aqui sobre os tipos de planos e promoções oferecidas.

Esses planos são pagos a partir de 3 anos de idade, portanto mesmo com crianças pode não valer a pena a opção e se você quiser muito realizar uma refeição com os personagens melhor pagar individualmente pela refeição (crianças comem pouco e você pode dividir com elas, o que não pode ser feito no Dining Plan). Às vezes a Disney promove ações com os planos saindo grátis para quem estiver hospedado no resort, nesse caso valeria a pena.

Veja aqui as opções de hospedagem dentro da Disney World. É bom sempre analisar o custo-benefício, principalmente no caso de ir com crianças. Leia também a experiência da nossa colaboradora Ana Paula no Disney’s Yatch Club Resort.

Para saber qual o restaurante mais próximo de você use o aplicativo.


13)        Quantos dias e em que época ir
Para aproveitar tudo que a Disney oferece ao máximo, recomendo reservar no mínimo quatro dias para os adultos e para adultos com crianças eu optaria por cinco dias no mínimo. Para que além de aproveitar os brinquedos mais famosos, possa encontrar os personagens e realizar a transformação, sendo 2 dias (1 dia para adultos que queiram fazer o básico) para o Magic Kingdom e 1 dia por cada outro parque. 

Acredito que não exista época ruim para ir à Orlando. Mas se você tiver a opção de ir na baixa temporada, com certeza irá aproveitar muito mais os brinquedos. As agências de turismo consideram a baixa temporada no período entre os meses de março a maio, e de agosto a novembro. Não se esqueça que nesta classificação não entram os feriados dos Estados Unidos, quando a população local aproveita para se divertir nos parques com a família.

Mas para quem quer frequentar as atrações com água não recomendo ir no alto inverno, entre dezembro e janeiro, pois as temperaturas baixam muito, principalmente logo cedo e ao anoitecer.


14)        Outros itens:
- Os lockers na Disney são pagos. Então a menos que você não se importe em incluir mais este gasto, não leve bolsas grandes demais que não caibam dentro dos brinquedos.
- Vou fazer um post mais detalhado, mas por enquanto cabe ressaltar que você deve se vestir de maneira confortável, mas nem por isso o estilo precisa ficar de fora. No verão shorts e blusas são o must, já no inverno melhor ir de calça e deixar um casaquinho guardado para o anoitecer. Nunca vá de salto, prefira tênis e sandálias baixas. Leve mochila, você vai precisar guardar seus pertences durante os brinquedos e principalmente os mais emocionantes, e ainda carrega aquela aguinha ou lanchinho para alguma necessidade em momento de fila. As bolsas são muito menos práticas para os parques.



- Para se deslocar entre um parque e outro sempre existe transporte da própria Disney World e funciona muito bem.
- Quando você vai pela primeira vez na Disney ganha o seu primeiro PIN. Depois em outras ocasiões como aniversários. Vi Pins sendo distribuídos no parque, mas estava uma confusão em volta da moça, coitada. Achei esse site em que fala só sobre os pins da Disney e eventos sobre eles.


- Cabe ressaltar que os funcionários da Disney são uma atração à parte. Fiquei impressionada com a educação e gentileza dos mesmos, um ou outro não entravam nesse clima. Além disso, a quantidade de funcionários mais velhos e trabalhando incansavelmente me deixou até emocionada.
- São tantas crianças pequenas que existem vários estacionamento de carrinhos, hehehehe.



Então as minhas dicas da Disney World são essas, mas as de Orlando ainda não acabaram. Espero que vocês tenham gostado!
Beijos da Di.

CONVERSATION

4 Comentários :

  1. Di, seu post está ótimo, completinho! Nossa, quantas mudanças ocorreram de 1999 pra cá. Não me lembro do brinquedo Test Track, tb acho que eu iria me amarrar! O desfile diurno era bem rapidinho, na minha época, e as personagens não desciam para dançar com o público... buaaaa.. Com certeza, o show noturno era espetacular por causa dos fogos.
    Me lembro que podíamos entrar em outros parques, caso tivéssemos tempo, mas a gente nunca tinha.. kkkkk... O FP+ não exista e como fui no final do inverno, o parque não estava lotadão, tive sorte. :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Dani!!! Lá muda tudo muito rápido né hehehehe

      Mas acho o FP muito importante mesmo, nunca se sabe como vai estar por lá né!

      Obrigada pela visita!!!

      Beijos no coração!
      Di.

      Excluir
  2. Seu post ficou bem completo, deu para perceber a diferença entre os parques, muitas informações valiosas, parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Gustavo!

      Fico extremamente feliz!

      Beijos da Di.

      Excluir

Volte
p/ topo