Chile – Atacama: Como é a subida do Vulcão Láscar?!

O Atacama me conquistou desde o início, já havia realizado todos os meus passeios e me apaixonado profundamente pela região! Faltava só mais esse desafio, realizar o Trekking do Vulcão Láscar, então foi o que fiz! O primeiro Trekking da minha vida e não teve preço a experiência!


Para os que não sabem, o Vulcão Láscar é um vulcão ativo e teve a sua última erupção em 1993, fica à 5600m de altitude e espele apenas uma erupção de gases e pedras quentes, pode ser visto desde San Pedro de Atacama.

Leia os outros posts sobre o ATACAMA com diversas dicas e cuidados.

Como em todos os demais passeios, esse eu realizei com a equipe da Flavia Bia Expediciones! O mais importante nesse tipo de trilha é a segurança, você tem que se sentir que o seu guia tem condições de agir caso ocorra alguma emergência e confiar na expertise dele para orientá-lo caso você sinta os efeitos da altitude ou qualquer outra situação imprevista que possa afetá-lo durante o percurso.  E esse foi um dos motivos de escolher realizar o tour com a Flavia Bia, para o Trekking do Vulcão Láscar estão inclusisos os seguintes itens: equipamentos de segurança, telefone satelital, rádios de comunicação, serviço de guia de montanha e ração de marcha. Tais itens são impressindíveis para a segurança no meio do deserto.


O nosso guia foi o Elias, que como nos demais passeios nos buscou no hotel entre 5:00 e 6:00 horas. Outro diferencial que notei foi o grupo pequeno, formado por 4 pessoas, importante para o guia conseguir dar mais atenção a cada um.


A primeira parada é para o café da manhã após cerca de uma hora e meia hora na Laguna Legia, e posso afirmar que foi a melhor parte do passeio! Sei que o foco aqui não é mais um lago do Atacama, mas amo belas paisagens e na subida temos que vencer a dificuldade da longa e íngrime caminhada, além dos efeitos da altitude. Mas quando paramos nesse lago eu simplesmente pensei: "Deus não acredito no que estou vendo, obrigada!". É um espelho d'água que reflete toda a paisagem criando uma cena tão perfeita que não conseguia parar de tirar fotos.








Nesse tour o café é um pouco mais simples, até devido ao horário que é mais cedo que os demais, a padaria nem deve estar aberta ainda, e também pois não é bom comer demais antes da caminhada. Mas não se preocupe, nesse passeio você recebe um kit, com vários lanchinhos para ir consumindo no percurso e não ficar com falta de glicose. Nele contém também 500ml de água e Gatorade para repor as energias. Mas não deixe de levar a sua água, é extremamente importante estar hidratado no Atacama.


Após a incrível parada para o café, prosseguimos até 4.800m de altitude e lá paramos e nos preparamos para a aventura. O guia tem disponíveis roupas próprias para trilha, eu havia levado um casaco corta-vento mas preferi usar o deles que era mais acolchoado e além disso, eu não tinha calça, então usei a deles e foi muito importante, porque sentei no chão a vontade, e até cai algumas vezes também hahahaha Outro equipamento necessário para o Trekking que o guia Elias nos emprestou foi  o bastão.


Eu já realizei diversas trilhas, mas sendo honesta, estava bastante preocupada com essa. Primeiro porque eu tenho um pequeno problema respiratório e quando corro ou faço trilhas, fico com um pouco de falta de ar. O outro motivo era que não sabia como meu corpo reagiria a toda a altitude, e para minha surpresa não senti absolutamente! E quanto à respiração, eu havia avisado ao Elias sobre o problema e ele me deu toda a atenção possível, toda vez que eu me sentia meio mal ele diminuía o ritmo ou dava uma pequena pausa, além disso, a todo momento ele me animava falando que eu conseguiria e ia dar tudo certo! 

No caminho muitas vezes dá vontade de desistir, mas depois de ter passado por tanto, não faz mais sentido parar, então você continua, e continua. É importante trabalhar a mente, não só aqui como em todas as possíveis situações do tipo em sua vida, é importante repetir para si mesmo que está tudo bem, não vai acontecer nada e que no final virá a recompensa. Pode ter certeza que se você realmente ficar mal o guia estará apto a perceber e tomar as medidas necessárias. É importante também conhecer os seus limites, se você tiver algum problema mais grave, como problemas do coração ou for extremamente sedentário, pense com calma e treine um pouco antes da viagem se for o caso, apesar de que o guia disse que muitos sedentários conseguem fazer o trekking.

No caminho quando você olha para trás e vê tudo que já percorreu e a grandiosa vista do deserto, dá uma sensação meio transcendental! É a imensidão da natureza e do universo nos tornando pequeninos.








Como falei antes, cada um ganha um kit de lanches e de tempos em tempos o guia dá uma parada e orienta-nos a beber líquido e comer algo. É importante ter cuidado aonde pisar pois há muitas pedras no caminho e você pode se desequilibrar, embora os bastões de trekking ajudem muito no equilíbrio. Uma boa bota de trekking e uma mochila para água foram itens importantes para o sucesso da nossa aventura.



Chegando na cratera a 5.500m de altitude fiquei com ainda mais energia do que no caminho! Nesse momento parece que você esquece todo o resto kkkkkk Chegamos e já haviam outros grupos lá, com brasileiros também, é claro! Estamos em todos os cantos kkkkk Todos felizes e realizados podendo ver de perto um vulcão ativo, algo único! Sendo honesta o cheiro não era tão bom assim, aquele cheiro de ovo, coisa e tal, mas que pouco importa, porque a adrenalina é grande!






Existe ainda mais um pouco de trilha para os mais empolgados até o cume da montanha, que está à 5.600m de altitude. Para mim já bastou o topo da cratera hehehe

Um ponto que deve ser frisado quantas vezes forem necessárias é o mal de altitude. Como disse eu não senti nada, mas os dois amigos que estavam conosco no passeio passaram muito mal. Eles nem quiseram olhar a cratera, ficaram encostados em uma pedra, querendo ir logo embora. Portanto, cada pessoa é uma pessoa. Seu organismo é único e não devem ser feitas comparações. Portanto estar preparado para a situação é importantíssimo, agende este passeio para se não o último dia, um dos últimos, a aclimatação é muito importante. Não tenha pressa, vá devagar e sempre. O ar é mais escasso em grandes altitudes, portanto vá com calma, respire! É claro as balas e chás de coca ajudam também, mas não é tudo.

A trilha tem um total de 2500m no deserto mais árido do mundo, numa trilha de pedregulhos e a grandes altitudes. Portanto não menospreze o deserto, ele deve ser respeitado. Os acostumados com trekking a classificam como de nível fácil e com certeza deve ser mesmo, mas para nós iniciantes, todo preparo e cuidado é pouco.

A descida tende a ser muito mais rápida, claro. Embora deva-se ter cuidado também, aqui as chances de escorregar são muito maiores. Use e abuse dos bastões.

Chegando no ponto de partida da trilha retornamos a San Pedro de Atacama em torno de 18:00 horas chegamos e com bastante fome, então pedimos para nos deixar pelo centrinho mesmo e já jantamos. Ficamos bastante moídos no final do dia e nos dias seguintes kkkkkkk Mas estávamos felizes da vida com toda a experiência.

Na volta ficou bem clara a importância de um guia preparado. Deu um problema no veículo e o Elias estava preparado com materiais e manutenção e rapidamente solucionou a questão e seguimos o nosso caminho.

Se você como eu também tem receio, fique tranquilo, converse antes com o guia, é só pedir que a Flavia marca com ele, conte das suas ansiedades. Tenho certeza que você vai amar a experiência!

ATENÇÃO:
·      Beba água, mas aos poucos, lembre-se você está no meio do nada e sem infraestrutura de banheiro;
·      Um bom bastão de trekking é essencial;
·      Botas de montanha, jaqueta para temperaturas muito baixas (abaixo de zero), bastão de trekking, bandana para cobrir o nariz, segunda pele, gorro, luvas, óculos de sol;
·      Comer pouco, mas constantemente;
·      Realizar a aclimatação com outros passeios de altitude (mínimo de 5 dias);
·      Vá com calma e olhe onde pisa. O mundo não está acabando, melhor devagar e sempre, do que passar mal, certo!? Portanto não tenha pressa e aproveite para olhar a paisagem, sentir a energia do universo
·      Tomar chá de coca no café da manhã;
·      Passar filtro solar (sempre, sempre);
·      Contrate uma empresa de confiança e com pessoal preparado.

SERVIÇO:
Horário: saída entre 5:00 e 06:00 da manhã
Duração da subida: entre 2 e 3 horas
Duração da descida: 1 hora
Tempo da excursão: em média 9 horas
Altitude: 5.600 m.s.n.m.
Valor: $150.000,00 pesos chilenos
Incluído: Café da Manhã + snack de trekking + serviço de guia de montanha

CONVERSATION

0 Comentários :

Postar um comentário

Volte
p/ topo