Patagônia Argentina – Ushuaia: Como é a navegação Canal Beagle!?

Um lindo passeio apreciando leões marinhos, aves patagônicas, a majestosa Cordilheira dos Andes ao fundo, que em conjunto com o mar formam uma visão única e deslumbrante. 


Uma experiência maravilhosa de contato direto com a natureza em seu habitat natural, estar tão próxima a esses seres tão selvagens em seu próprio espaço, me fez sentir tão viva e perceber ainda mais a importância do respeito com todos os seres da Terra.


A jornada inicia no porto turístico do Canal Beagle através do Paso Chico, onde pegamos a nossa embarcação que é um catamarã com aquecimento e cafeteria.


O Canal Beagle é um estreito que liga o Oceano Atlântico ao Oceano Pacífico, além disso, no seu centro passa uma linha imaginária que marca a fronteira entre a Argentina e o Chile.

Já quando o catamarã começa a se afastar do porto ficamos impressionados com as cenas das montanhas ao fundo da cidade. A embarcação, que é toda envidraçada, nos proporciona uma vista privilegiada a partir da "Bahía Ushuaia".



No caminho a primeira parada de observação é na Ilha dos Pássaros, onde dizem que habitam uma grande variedade de pássaros marinhos, mas o que se detaca são os Cormoranes, que são aves típicas da Patagônia e que lembram pingüins.




Em seguida fomos ver os lindos e preguiçosos leões marinhos, mas também são conhecidos como lobos marinhos. Achei muito interessante a interação entre eles, o macho logo se destaca dos demais, pois é muito grande em comparação às fêmeas e aos filhotes. Além disso, os filhotinhos fazem muito barulhos chamando por suas mamães. Outra coisa engraçada é que eles realmente parecem preguiçosos, pois ficam deitadões nas pedras pegando um solzinho.




Na Ilha Bridges descemos para uma pequena caminhada e aprender sobre a história do povo originário da região, que eles chamam de haborígenes. A vista na parte mais alta da ilha é impressionante!



Continuando com a navegação chega-ser ao famoso ícone da região, o Farol Les Eclaireurs, mais conhecido como Farol do Fim do Mundo, mas está errado, existe outro farol que recebe esse nome. Perto dele encontramos mais leões marinhos e cormoranes. Para ser honesta fiquei um pouco decepcionada com o farol, eu imaginei que ele era enorme hahahahaha, mas ele é alto se contar a pedra em que se encontra kkkkk Enfim, a gente às vezes imagina demais né, e ao vivo não é exatamente o mesmo.



Durante todo o percurso, o guia nos conta um pouco da história local e também a respeito dos animais e ilhas que avistamos.

É importante chegar com certa antecedência no porto para a realização do passeio, pois é necessária a realização do pagamento da taxa portuária antes do embarque, que é paga por fora do tour, são 20 pesos argentinos para cada turista.

Eu realizei todos os meus passeios em Ushuaia com os Brasileiros em Ushuaia e foi tudo perfeito.

CONVERSATION

0 Comentários :

Postar um comentário

Volte
p/ topo