Evento – Rio de Janeiro: Centro de Visitantes Paineiras, no Parque Nacional da Tijuca, recebe a 6ª edição do Avistar Rio


Evento de observação de aves acontece nos dias 9, 10 e 11 de novembro e reúne fotógrafos, observadores e apaixonados pela causa animal


Você pode não saber, mas para milhões de pessoas mundo afora o verbo “passarinhar” existe e é muito conjugado. A contemplação dos pássaros em seu habitat natural reunirá centenas de pessoas no Centro de Visitantes Paineiras — no Parque Nacional da Tijuca — nos dias 9, 10 e 11 de novembro, para a sexta edição do Avistar Rio.  O maior encontro da área no país reúne pesquisadores, gestores ambientais, artistas plásticos, fotógrafos e entusiastas da causa animal com o objetivo de estimular a atividade de observação e fotografia de aves e a visitação pública consciente dos parques nacionais, além de celebrar a biodiversidade.

Organizado pela Associação dos Fotógrafos da Natureza (AFNatura), Instituto Estadual do Meio Ambiente (INEA) e Avistar Brasil, o encontro terá palestras e oficinas, além de exposição fotográfica.  Representantes do Grupo Cataratas, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), de organizações sociais como SAVE BRASIL, COA-RJ e do Espaço Silvestre, pesquisadores e observadores já estão confirmados para as palestras e mesas redondas.

— A rica biodiversidade brasileira estimula a observação de aves em seus habitats no país. Além de ser prazeroso ver e escutar os pássaros, o birdwatching (como a atividade é conhecida no exterior) ainda propicia um trabalho relevante de educação e conservação — destaca Fernando Sousa, diretor Institucional e Sustentabilidade do Grupo Cataratas, responsável pela gestão de visitação dos Parques Nacionais da Tijuca, do Iguaçu e do Parque Marinho de Fernando de Noronha.


Passarinhar, um verbo ainda desconhecido

O Estado do Rio de Janeiro registra mais de um terço das mais de 1.900 espécies de aves de todo o território nacional. O Brasil é o segundo país em diversidade de aves no planeta, ficando atrás apenas da Colômbia.

Um dos momentos mais aguardados, as “passarinhadas” prometem entusiasmar o público que estiver presente no evento. Marcadas às 7h, do sábado dia 10, e domingo, dia 11, elas poderão proporcionar a observação de cerca de 260 espécies de pássaros que vivem no setor de floresta do Parque Nacional da Tijuca.  O ponto de encontro será o alpendre do Centro de Visitantes Paineiras e a observação será feita nas trilhas que ficam próximas.


O Birdwatching no Brasil

A prática de birdwatching como turismo começou na década 60. Os ingleses destacam-se na observação, mas o interesse entre os brasileiros tem crescido cada vez mais. Hoje, são cerca de 30 mil observadores em todo o país.

— Temos o potencial de chegar a 100 mil adeptos da atividade, se incluirmos as diferentes modalidades que fogem ao escopo tradicional de turismo, como o feedwatchers, categoria em que se enquadram as pessoas que mantém comedouros de pássaros — observa Guto Carvalho, coordenador do Avistar Brasil.

Segundo o Ministério do Turismo, o Brasil tem mais de 50 destinos de ecoturismo que promovem a observação de pássaros.


Dicas para observar aves

Caminhar lentamente;
Usar roupas discretas;
Evitar movimentos bruscos;
Respeitar a distância mínima permitida para que o animal não se sinta ameaçado;
Usar binóculo ou uma câmera fotográfica;
Associar-se a um clube de observadores de aves;
Participar de comunidades online, como WikiAes (www.wikiaves.com.br);
Observe as aves diurnas ao amanhecer e, as noturnas, ao entardecer.


Programação Avistar Rio 2018

Sexta, 9 de novembro

19h – Abertura do Avistar Rio

Sábado, 10 de novembro

7h - Passarinhada no Parque Nacional da Tijuca;
9h – Plantio de mudas;
9h - Oficina de Condutores de Trilha - Tietta Pivatto
10h – Exposição “Modelos didáticos para ensino de Biologia”;
10h às 11h30 – Palestras
Fotografando aves amazônicas com bridge camera – Aisse Gaerter;
Cristo Redentor: as aves do entorno – Ana Aroeira;
Povos indígenas – Viviane Cunha/ Secretaria de Educação de São Félix do Xingu (PA);
Aves do Campo de São Bento – Alessandro Alegretti.
13h – Vídeos: “As aves através da janela".
13h30 – Projeção de fotos selecionadas pelo Clube de Observação de Aves (COA- RJ);
14h - Oficina Ilustração de aves para crianças - Lucas Henrique
14h às 16h30 – Palestras
Unidades de Conservação para a Avifauna Fluminense - Paulo Schiavo INEA;
Centro de Reabilitação de Animais Silvestres em Unidades de Conservação – Eduardo Lardosa;
RioZoo e conservação – Fernando Souza;
Projeto Pássaro Solto – Diogo Luiz;
Rede Brasileira de Trilhas - Pedro Cunha Menezes.
16h30 – Mesa redonda – Parques para todos, com Fernando Souza (Grupo Cataratas), Kika Bradford (Confederação Brasileira de Montanhismo e Escalada) e Pedro Cunha Menezes - ICMBio

Domingo, 11 de novembro

7h – Passarinhada no Parque Nacional da Tijuca;
9h – Plantio de mudas;
9h - Oficina de Condutores de Trilha - Tietta Pivatto
10h - Oficina Ilustração Naturalista - Gustavo Marigo
10h às 12h – Palestras
Aves Extintas no Estado do Rio de Janeiro;
Astrofotografia – Carlos Fairbairn;
Plantas que atraem aves – Jovani Monteiro;
AquaRio – Marcelo Szpilman;
Programa Amigos da SAVE – Alecssandra Tassoni.
13h Vídeos: “As aves através da janela".
13h30 – Projeção de fotos selecionadas pelo Clube de Observação de Aves (COA- RJ);
14h Oficina Gravação e tratamento - Gabriel Mello
14h às 15h30 – Palestras
Régua – Nicholas e Raquel Locke;
Abrolhos, entre aves e baleias – Marco Terranova;
Atento ao Céu e na Trilha – Guilherme Jones;
Birdwatching e mudança social – Daniel Cywinski;
16h – Mesa redonda – Refaunação, com participação de representantes dos projetos “Volta Guará” (Bruno Cid/INEA), “Refauna” (Maron Galliez/ LECP-UFRJ), “Reintrodução da Jacutinga” (Alecsandra Tassoni/ SALVE- BRASIL) e “Papagaio-do-peito-roxo” (Vanessa Kanaã/ Espaço Silvestre)

Mais informações sobre o evento: http://avistarbrasil.com.br/av19/index.php/avistar-rio


Serviço

AvistarRio 2018
Datas: 9,10 e 11 de novembro
Local: Centro de Visitantes Paineiras (Estrada das Paineiras, s/n)
Como chegar: As vans oficiais que chegam até o Centro de Visitantes Paineiras saem de dois pontos da cidade: Copacabana e Largo do Machado. Também é possível chegar de táxi ou Uber.
Preço vans oficiais: Saídas Copacabana e Largo do Machado: R$33,00
Horário de funcionamento das bilheterias: Das 8h às 17h

CONVERSATION

0 Comentários :

Postar um comentário

Volte
p/ topo